quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Estudar é um dos direitos das pessoas com deficiência

Oi pessoas lindas! Eu já havia postado outras vezes, sobre esse assunto aqui no blog, por isso vou reforçar sobre o mesmo, pois algumas mães como eu, já devem ter passado pelo constrangimento de inventarem histórias para não matricularem nosso filho na escola, simplesmente por eles terem alguma deficiência e por total ignorância e preconceito de quem faz isso...

É lei gente!!! Não tem essa de dizerem que não pode, ou que a escola não tem estrutura e blá, blá, blá... Nossos filhos tem direitos, direitos de uma professora auxiliar e se for necessário para o aluno, direitos de serem matriculados na escola mais próxima de nossa casa... lembrem-se: não é o nosso filho que tem que se adaptar a escola, é a escola que tem que se adaptar as necessidades deles...
Agora é crime, se for negada a matrícula de um aluno com deficiência tendo a vaga na escola.
Portanto pais, fiquem atentos! Vão atrás desse direito, nossos filhos só tem a gente pra defender eles, vivemos num mundo cheio de preconceitos e o pior é aqueles que gostam de camuflar o preconceito, inventando mil coisas para impedir o direito dos nossos filhos com desculpas esfarrapadas...

Segundo o que assisti num noticiário, uma mãe foi até indenizada, por esse absurdo de inventarem que não tinha vaga pro seu filho, e tinha! Mas o que mais importa nessa questão é não admitirmos esse tipo de coisa com nossos filhos. Vamos mostrar as pessoas que nossos filhos merecem e devem ser respeitados, como pessoas, como alunos e como seres humanos... Pois o mesmo direito que os filhos dos gestores de escolas e das outras pessoas tem, não é diferente do direito dos nossos filhos também! Cabe a nós, pais, deixar isso bem claro pra sociedade em geral... Por isso sempre digo, vamos nos informar, para sabermos como agir dentro da lei e sempre por uma vida mais digna para os nossos filhos.

As coisas relacionadas a inclusão, acessibilidade e etc... ainda se tem muito o que fazer, mas esperamos que continue progredindo...

Até a próxima pessoal...
Com carinho...
Preta Sí

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

A vida sempre nos ensinando...

Olá gente! Tudo bem com vocês?
Hoje fiquei pensando em como a vida é cheia de ensinamentos não é mesmo? Uns tem a vida bem mais fácil que outros, algumas pessoas tem tudo pra serem felizes e não são, outras tem tão pouco, mas conseguem ser felizes, até porque, a felicidade pra mim é saber dar valor nas mínimas coisas que nos fazem bem...

Acho que é isso que nos dá tanta força pra seguirmos em frente, o saber dar valor ao que temos, ao que dá alegria ao nosso coração... Por exemplo, quando vemos a alegria de um filho, o progresso dele em alguma coisa que pros outros não é nada de especial, mas pra gente que tem filhos com deficiência, é uma conquista! É algo que nos deixa muito felizes! Cada progresso por menor que seja pro nosso filho ficar mais independente e ter uma vida mais tranquila é uma alegria imensa! Sei bem como é isso, por exemplo: quando uma consulta que era quase sempre preciso ir e ela fica cada vez menos necessária ou uma medicação que não vai mais ser preciso tomar, quando levamos ao médico e ele diz, teu filho tá bem, não é necessário fazer tais exames e etc... Isso realmente nos deixa felizes e compensa as dificuldades que enfrentamos, não é mesmo gente?

O que temos que aprender e sei que não é fácil, é a termos um equilíbrio emocional pra não deixar que as atitudes erradas dos outros, nos abalem emocionalmente... Lidar com o ser humano no geral, não é fácil e quando nos deparamos com pessoas injustas, grosseiras e que não dão a mínima pras necessidades dos outros, é realmente uma tarefa difícil pra gente, principalmente quando fazem isso com o nosso filho...

A verdade é que sempre acabamos tendo que nos defender ou reagir de alguma atitude absurda de alguém e ninguém tem o direito de fazer a gente sofrer por seus egoísmos e ignorâncias, seja quem for, da família ou não.

** Precisamos sim, de pessoas legais, queridas e amorosas perto da gente, elas com certeza, ajudam a colorir o nosso dia... Pensem nisso! E vamos dar mais valor pra quem se importa com a gente!

Um grande abraço a todos
Com carinho...
Preta

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Ser mãe não é fácil, mas tudo vale pelos nossos filhos...

Olá queridos! Saudades desse nosso cantinho! Sei que ando ausente, mas a vida da gente é cheia de surpresas, imprevistos e quando acontecem algumas coisas, acabamos ficando um pouco ausentes de tudo mesmo, mas como o meu blog é pessoal, resolvi contar um pouco do que acontece na minha vida, neste papel importante, que é ser mãe de um jovem especial ok!
Fazem 18 anos que tenho vivenciado e aprendido muitas coisas desde o nascimento do meu filho e digo a vocês que ser mãe dele, por mais difícil que tenha sido em alguns momentos e em situações complicadas que tivemos que passar pela sua saúde, por exemplo, nada se compara a alegria de tê-lo ao meu lado, de ver o sorriso lindo dele, de saber que diante de tantas dificuldades, de tanto obstáculo que apareceu pelo caminho, meu filho conseguiu superar muita coisa. Hoje vendo o jovem que ele se tornou, o caráter dele, o jeito humano que meu filho tem, mesmo tendo uma vida difícil, com limitações, eu tenho o maior orgulho de ser mãe dele. 
Eu já havia comentado aqui no blog que tenho três filhos, mas foi o meu caçula que nasceu com deficiência e digo a vocês, que eles são bem diferentes em quase tudo, principalmente na maneira de ver a realidade das coisas...

Como mãe eu me sinto muitas vezes impotente em não poder dar ao meu filho (caçula) uma vida melhor, com mais facilidades como os irmãos dele tem pelo simples fato de caminhar e poderem correr atrás do que querem.
Isso dói gente, porque ele é jovem, tem seus sonhos e muitas coisas o meu filho quer e não consegue fazer, pelo fato de ser cadeirante e também pela nossa situação financeira... As vezes é o lugar de um curso que fica longe, ou não tem acesso pro cadeirante fazer o tal curso, e depois que os alunos de inclusão terminam o ensino médio, como o meu filho, no caso, eles perdem o direito de ter o transporte gratuito, aí somente se for um particular e é caro e difícil de conseguir, principalmente porque tem que ser adaptado...
Essa é uma realidade pra quem não tem carro próprio e gostaria de dar continuidade nos estudos... E a gente que é mãe, se sente impotente mesmo, desanimada e triste, por não ter condições de resolver certas coisas...

Quem é mãe como eu, que cuido do meu filho sozinha e tenho uma situação financeira limitada, entende o que quero dizer...
De nenhuma forma, quero ignorar o que as outras mães e pais passam, porque sei que todos nós sofremos, quando nos deparamos com um problema de saúde dos nossos filhos ou por outros motivos graves referentes a eles, mas achei importante falar como me sinto, porque com certeza, outras mães devem passar o mesmo que eu, principalmente quando não temos a ajuda do pai do nosso filho, que ao meu ver, a presença dos pais em tudo que se precisa e passamos, ao longo dos anos, sempre é importante, até mesmo pro filho (a) se sentir mais seguro (a) pra enfrentar essa jornada que não é nada fácil...
Tenho pessoas bem próximas minhas, que acompanharam tudo o que passei desde o nascimento do meu filho e viram o que ele passou nos hospitais, as internações em estado grave, as dificuldades de conseguir as coisas por direito dele, das lutas que tive no período escolar, enfim, as coisas difíceis que ele enfrentou durante toda a vida e mesmo assim,  não dão a importância que deveriam dar, em termos de cuidados, atenção, muito menos, reconhecem as coisas que eu como mãe abri mão de fazer, pra poder cuidar inteiramente dele... E é óbvio que não me arrependo disso! O meu filho vale e sempre valerá qualquer esforço, qualquer tempo meu dedicado a ele.
O que me decepciona, é que pra alguns eu sou a mãe e não faço mais que minha obrigação, não importa se estou bem de saúde ou não, se estou no meu limite de cansaço, de nervosismo, de preocupação... Pra alguns, sou a mãe e pronto! Eu que me vire como posso! Entendem? E isso é uma das coisas que me deixam arrasada como pessoa.

Vejo com tristeza, a que ponto chega o descaso do ser humano, não é somente com o próprio cadeirante que as pessoas tem descaso, mas com a pessoa que cuida deles também... Acho que devem pensar que somos mães máquinas, que fomos feitas somente pra cumprir nossas funções e ao que se refere ao que passamos e sentimos, fica completamente ignorado pela família... Eu pelo menos sinto isso, não pelo meu filho caçula, porque ele reconhece o que eu faço, pra ele eu sei que sou importante e isso é um alento pro meu coração, ele me trata com respeito, com carinho, temos uma convivência muito boa de mãe e filho, conversamos muito e sobre qualquer assunto e mesmo assim, me sinto triste, porque eu queria que ele tivesse uma vida melhor, que aproveitasse mais a vida, que ele pudesse fazer as coisas que tem vontade e não pode...

Não é fácil sentir o descaso dos outros, digo no geral, tanto com os estranhos, quanto com as pessoas da família...
As vezes são coisas tão simples que alegram a vida de uma pessoa com deficiência, assim como, um convite pra sair, pra ir numa pizzaria, num cinema. ir almoçar fora... Isso demonstra carinho, principalmente por quem é da família, isso faz um bem enorme pra aqueles que vivem em casa e não caminham... Digo isso, pela alegria do meu filho quando o irmão dele convida ele pra sair, fica que é só sorriso.... rsrs

** Felizes, são aquelas pessoas com deficiência que nascem numa família amorosa, que tem pais que se unem pra fazerem tudo o que podem pelos filhos, que tem parentes que não os deixam de lado, que olham pras pessoas com deficiência com carinho, sem sentir pena, sem ignorar suas necessidades e nunca enxergam elas, como um problema, mas sim, como uma pessoa especial que Deus colocou em nossas vidas pra amarmos e nos ensinar a ser cada vez melhores como pessoa! Pena que nem todos achem o mesmo! E isso realmente machuca a gente por dentro! 

Assim me despeço de todos, deixando esse meu desabafo como mãe, ok!
Abraços... Com muito carinho...

Preta Simone

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

E o descaso com os cadeirantes e a falta de humanidade, continua...



Olá pessoal! Hoje queria mostrar esse vídeo para quem ainda não viu, porque com certeza deixa todos nós que temos algum familiar com deficiência, muito tristes e revoltados com essa situação... Aqui a cadeirante nos mostra exatamente como acontece na cidade onde mora e sabemos que é assim também, na maioria das cidades brasileiras. O descaso e a falta de humanidade de algumas pessoas, na hora que uma pessoa com deficiência precisa de ajuda é bem real mesmo!

 Eu tenho o meu filho que também é cadeirante, não tem como não ficarmos comovidos com isso, onde eles precisam ir, não tem acesso, sempre tem um degrau no caminho atrapalhando, ou rampas mal feitas, quantos cursos meu filho perdeu de fazer porque não tem acessibilidade nos locais, a maioria não tem elevador, somente escadas e assim as pessoas com deficiência ficam sem fazer os cursos que querem e de desfrutarem de uma vida mais digna... É lamentável essa falta de estrutura e falta de noção da sociedade em geral, não é mesmo?

Bom pessoal, quem quiser comentar algo parecido que passou, como é na sua cidade o transporte público, os locais que precisam ser acessíveis e não são e etc... fiquem a vontade! Enviem aqui pro blog algumas fotos, que eu publico ok! É um blog pessoal, mas serve como uma sementinha do bem, que vamos plantando aqui, outra ali, e uma hora dá fruto... Enviem pro e-mail do blog: pretasgd@gmail.com
Fé sempre pessoal! Deus é maior!

Um abraço a todos... Com muito carinho...
Preta

sábado, 2 de janeiro de 2016

Enfim, dias mais calmos, férias e mais uma etapa cumprida!

Olá queridos! Tudo bem?
Bom, não sei pra vocês, mas pra mim 2015 foi um ano bom referente a saúde do meu filho, nós tivemos dias difíceis em outras coisas, mas aos poucos tudo se resolveu... Eu continuo com dificuldades em transferir ele da cama pra cadeira e vice-versa, como ele tá grandão e pesadinho, não tenho mais forças pra isso, mas ele continua tentando... rsrs
Tem aquelas guias de transferências que facilitariam muito a vida de quem cuida de uma pessoa que não pode caminhar, mas é muito caro pessoal. Poxa! Eu precisava de uma pro meu filho! Porque fazem as coisas caras se depois a maioria dos que realmente precisam não poderão ter! O próprio governo poderia disponibilizar essas guias para os cuidadores de pessoas com deficiência, só quem cuida deles já adultos é que tem noção do que estou falando...  Nós cuidadores, também temos nosso limite de força e também temos que cuidar da nossa coluna porque depois que damos um mau jeito, qualquer descuido a dor volta, não é mesmo? E assim dificulta muito mais pra gente fazer essa transferência com eles.

Bem, agora falarei de uma coisa muito boa... Encerramos o ano muito felizes porque meu filho diante de tanta coisa que passou durante esses anos, relacionados a saúde, tratamentos, preconceitos, tantos aborrecimentos que tivemos por obstáculos que alguns colocavam no caminho e etc..... Enfim, ele conseguiu terminar o ensino médio! Essa conquista foi bem merecida! Teve pessoas que parabenizaram meu filho na sua formatura, dizendo que eles têm filhos que caminham e que não querem saber nada de estudos, ele foi aplaudido quando disseram o nome dele e entregaram o canudo pra ele, foi elogiado por várias pessoas por não ter desistido e ter concluído o ensino médio... Sem dúvidas, ficamos muito orgulhosos dele. Eu como mãe sempre tive orgulho do meu filho, por ser dedicado, esforçado, pelo filho querido que sempre foi comigo, enfim sou grata a Deus pelo filho que me deu e por tudo que aprendi com ele nesses anos todos...

Lamento pelas mães que tiram seus filhos das escolas, porque dizem que a mesma não tem estrutura, ou porque dificultam tudo pro nosso filho permanecer nela, eu como mãe deixo meu recado a vocês, não se intimidem pelas pessoas sem noção, vão atrás dos direitos dos seus filhos, porque eles tem, e não permitam que não aceitem o filho ou a filha de vocês porque tem alguma deficiência...

Façam a matricula, tentem por bem, pelo meio digamos assim, normal das coisas, mas se negarem pra vocês com qualquer desculpa esfarrapada vão direto ao ministério público, que eles darão uma ordem pra aquela escola fazer a matrícula do seu filho, e não fiquem com medo de nada, simplesmente, participe de tudo, fique atenta a tudo que acontece na escola, converse bastante com o seu filho e tudo vai dar certo! A gente encontra pessoas sem noção, cheias de má vontades nas escolas, mas também encontramos pessoas boas, legais, que enxergam nossos filhos como qualquer outro aluno capaz de estudar por seu direito e por sua capacidade! Pensem nisso! Não facilitem as coisas pra aumentar o preconceito e a ignorância de alguns...  É uma luta, mas é uma luta que vale a pena! Por nossos filhos e pelos outros que também tem deficiência e vão precisar estudar!

Vou deixar pra vocês duas fotinhos da formatura dele do ensino médio.... Um dia ainda irei colocar as fotos da formatura da faculdade.... rsrs  ***Para Deus nada é impossível!***




Bom pessoal, até a próxima postagem... Feliz Ano Novo pra todos! Que seja um ano cheio de conquistas e realizações para todos nós! Fiquem com Deus!
Abraços...Com  muito carinho...
Preta

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Esse ano passou correndo...

Oi pessoal! Saudades do nosso cantinho! Esse ano passou rápido demais e não sobrou muito tempo para dar a atenção merecida para o blog e como meu filho estuda, entre outras coisas, tem sido uma correria em função disso, ainda mais que esse é o último ano do ensino médio, então vocês podem imaginar...
E falando dos estudos, ele vai bem graças a Deus, esse ano ele fez a prova do Enem mas não sabe se passou, sua intenção foi fazer a prova para tentar conseguir uma bolsa de estudos pra faculdade, mas se não conseguir, pretende fazer um curso técnico no ano que vem, assim fica se ocupando com alguma coisa e não ficará só em casa.

Uma coisa que queria comentar com vocês é que durante esse ano, foram oferecidas algumas vagas para cursos técnicos pros alunos do 3º ano, e cursos bons gente, mas quando ia fazer a inscrição do meu filho, acreditem, tinha que desistir, simplesmente porque as salas dos cursos não eram no térreo, tinham que subir escadas, ficando sem acesso para cadeirantes. Foram em três lugares diferentes, que aconteceu isso. Fiquei muito chateada e  indignada... Até quando vai ser isso? Será que pensam que porque são cadeirantes não tem a mesma capacidade dos outros? Não podem pensar nas pessoas com deficiência e no acesso que precisam pra também fazerem os cursos? Sei que essa vida é muito injusta as vezes e algumas pessoas completamente sem noção, infelizmente!

Agora espero conseguir uma escola com acesso, pra que meu filho não tenha que ficar dependendo dos outros... Tudo é assim, uma luta, tudo é com dificuldade pra conseguir e eu confesso que isso cansa... Tem coisas que não mudam, tem gente que já nasceu com má vontade, tem coisas que vemos, ouvimos e passamos que é difícil de acreditar... E diante de tudo isso, agradeço a Deus que meu filho esse ano encerra mais uma etapa nos estudos e isso me deixa muito feliz e orgulhosa dele, porque não foi fácil...

Agora vou começar a cuidar um pouco de mim, da minha saúde que tenho tido alguns problemas nesses últimos anos e não quero que se agrave nada... Acho que cumpri um pouco da minha parte como mãe, ajudando meu filho em tudo que precisou, mas descuidei da minha saúde, não dei importância pra ela, e agora aproveitando que meu filho não vai precisar mais de mim nos estudos, vou focar em mim um pouquinho! Por mim e por ele mesmo! Precisamos de saúde pra tudo, não é mesmo?

Meu filho tem tentado passar da cama pra cadeira e vice-versa, mas deu um mau jeito no ombro e teve que parar um pouco de tentar, mas espero que ele consiga logo, pelo bem dele mesmo, pra ter mais independência e de quebra, minha coluna vai ficar feliz também... rsrs

Bom pessoal, espero poder postar logo aqui no blog... No ano que vem, sei que vou ter mais tempo! Gosto muito desse nosso cantinho e de vocês também!

Fiquem com Deus! E continuem visitando o meu blog!
Abraços a todos, com muito carinho...
Preta

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Nem sempre tudo é bom e nem tudo é sempre ruim...

Olá gente! Tudo bem? Sei que ando sumida, mas pelo menos por enquanto, não tem como ser diferente. Mil coisas acontecendo, umas boas outras nem tanto, mas fazendo um resumo geral em relação a saúde do meu filho, ele tem estado bem, se posso dizer assim, pois não teve internação, não teve mais convulsões, não tem tido infecção urinária e isso tem sido bom demais!!! O que continua incomodando meu filho é o problema do intestino preso, gente que dificuldade isso, a barriga fica dura, ele fica com náuseas e até febre dá as vezes, eu tento cuidar a alimentação dele e seguir o que o médico diz, mas nem sempre dá certo. Ainda tem o problema que ele não gosta muito de frutas, principalmente de mamão que é muito bom pra quem tem esse problema.

Outra coisa que é diferente no meu filho é a temperatura do corpo dele, as vezes tá frio e ele tá com calor, e outras vezes é o contrário... Meio doido isso né gente, mas é verdade. As pernas dele, quase sempre estão frias, geladas... É muito raro as pernas e os pés do meu filho estarem quentes. Será que todos mielos e cadeirantes são assim?

Bom em relação aos estudos, está tudo bem, quanto a adolescência, vocês sabem que não é uma fase fácil, ainda mais para um jovem cadeirante, ele é meio tímido, meio fechado, mas gosta de ter amizades, gosta de conversar com os amigos e tem amadurecido um pouco em relação as pessoas, as decepções ensinam e todos nós passamos por isso, não é mesmo? Ele continua sendo um bom filho, sem rebeldias, sem reclamações, coisa que alguns filhos que tem uma vida muito melhor e mais fácil, fazem com seus pais. Espero que o meu nunca mude o jeito de ser comigo!

Eu como mãe converso muito com meu filho, procuro sempre alertá-lo das coisas e ajudar ele no que for preciso, nem sempre é fácil e quando algumas coisas me deixam triste, ou nervosa, eu corro pra Deus, sei que mesmo quando acontecem coisas que não são como eu esperava, eu posso até não entender, mas sei que Deus vê tudo e que posso confiar em Seus cuidados sem nenhuma dúvida!

Bem pessoal, por hoje é só queridos... Que Deus abençoe e cuide de todos que acompanham o meu blog!
Um abraço a todos!
Com muito carinho... Preta
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...