quarta-feira, 30 de maio de 2012

Andantes com pensamentos deficientes


Queridos leitores, por mais que os anos  passem, e as coisas evoluem, as vezes é muito difícil compreender o ser humano. A gente quando tem um filho deficiente físico, sente na pele suas dificuldades, suas tristezas, o preconceito dos outros, o próprio convívio faz a gente perceber quando a pessoa não está muito legal, mesmo  porque,  não é nada fácil pra uma pessoa que não caminha viver num mundo cheio de exclusões por todos os lados...
Eu por exemplo, como mãe conheço meu filho pelo olhar, sei quando ele tá bem e quando ele tenta me fazer achar que está tudo bem. O meu filhão de 14 anos, cadeirante,  tem um jeito calmo de ser, fica na dele e é um pouco tímido também, que na minha opinião,  isso não é muito bom,  diante de tanto preconceito, discriminação e injustiça que existe, eu acho que as pessoas mais tímidas acabam sofrendo mais esse tipo de coisa!
Enfim, eu estava lendo umas matérias e também os comentários das mesmas, sobre inclusão escolar, e neles tiveram vários comentários legais em relação a inclusão, é claro, que o progresso da inclusão está lento ainda, mas está melhorando, graças a Deus, mas fiquei profundamente triste com alguns que li. Eu vou resumir pra vocês os que mais me chocaram ok!
Tinha depoimentos de pessoas que se referem aos alunos deficientes físicos, independente de suas deficiências, como um estorvo dentro da sala de aula. Um cara disse, que se não são normais, porque estudar em escola normal?...Uma mãe disse que não gostava que a filha dela estudasse na mesma sala que um colega com síndrome de down... uma professora falou  que ela não ganhava salário extra pra ter aluno diferente... Gente, esse é um dos piores, uma pessoa comentou em outra matéria, (porque li várias) que escutou professores de cursinhos de aperfeiçoamento falarem que eles não ganhavam pra fazer algo de especial para pessoas cegas e estrupiadas...
Aí eu me pergunto: essas pessoas tão se referindo a quem? Aos nossos filhos que nasceram com alguma deficiência e que desde que nasceram lutam pra ter uma vida digna como qualquer ser humano tem o direito de ter? Eles estavam falando de alunos, como o meu filho, como o seu filho(a),  e que desde sempre,  tem uma vida cheia de rotinas, cansativa, fazem tratamento disso e daquilo, tem que sempre  ter cuidado reforçado com a saúde e mesmo assim, com muita força de vontade, eles são esforçados, estudam e procuram ter uma vida o mais normal possível, diante de suas dificuldades...

A inclusão é para todos!
Vários professores do meu filho, me disseram como queriam que todos os alunos fossem como o meu filho na sala de aula. Outros me disseram que tem alunos andantes que vão só pra brincar e acabam atrapalhando os outros que querem estudar  e mesmo assim, tem pessoas com uma mente tão pequena a ponto de serem até cruéis com pessoas que eles nem conhecem e nem fazem ideia do potencial que os deficientes fisicos têm!
Isso é revoltante! Eu no meu caso, desde que o meu filho nasceu, eu vivo em função dele, eu vivo pra cuidar dele, sempre foi assim, e faço isso com todo amor, porque além de ser meu filho, me ensina a cada dia como é gratificante ser mãe dele, por suas atitudes, seus pensamentos, seu esforço e muito mais...
É inadmissível aceitar esse tipo de coisa! Não tem como não ficar triste e decepcionada com as atitudes de certas pessoas.
Diante de tudo isso só posso achar que deficiente é a mente de quem pensa como essas pessoas que falaram esses absurdos naqueles comentários que eu li. Ainda bem que a grande maioria está lutando a favor da inclusão, e isso é o que vale!
Fica aqui meu desabafo  por algo que ainda estamos longe de conseguir, que é a verdadeira inclusão em geral, para que todos possam ter seu lugar ao sol e seus direitos respeitados!

Um abraço a todos
Preta

terça-feira, 29 de maio de 2012

Diferença entre asma e bronquite


Olá pessoal, hoje eu gostaria de passar pra vocês a diferença entre ASMA e BRONQUITE. Como elas têm praticamente os mesmos sintomas, a gente acaba achando que são  a mesma coisa, mas não são! Elas são diferentes entre sí e necessitam de tratamentos específicos.


ASMA: É uma doença crônica de causa GENÉTICA com forte componente alérgico, que provoca inflamação nas vias respiratórias, mas fazendo o tratamento certinho, ela é reversível. A asma se manifesta na forma de crises que podem ser bastante graves.
A exposição a fatores alergênicos, como a poeira, fazem os brônquios se fecharem causando falta de ar, chiado no peito e tosse. Fatores emocionais e climáticos, também podem desencadear as crises.


Já a BRONQUITE AGUDA, é causada por virose e geralmente não é necessário o uso de antibióticos. Recomenda-se o uso de nebulizações que geralmente se resolve o problema. Nesse caso, não é indicado usar  antitussígenos, pois a tosse é um mecanismo protetor dos pulmões. Sem ela, a secreção se acumula no interior deles, colaborando para a proliferação de bactérias, podendo levar a quadros de pneumonia.


A BRONQUITE CRÔNICA é um quadro de inflamação prolongada das vias aéreas, estando associada à obstrução irreversível das mesmas. Praticamente 80% dos casos ocorrem pelo efeito nocivo do cigarro nos pulmões.


PRINCIPAIS CAUSADORES DAS CRISES ASMÁTICAS:
Ácaros do pó doméstico é o mais associado à asma, pêlos de animais, penas, pólen, fungos, mudanças climáticas, etc...

SINTOMAS DA ASMA:

Os sintomas da asma variam bastante, de pessoa para pessoa, algumas apresentam crises leves, quase assintomáticas, enquanto outras desenvolvem quadros graves, necessitando de internação. Os principais sintomas da asma são a falta de ar (dificuldade para respirar), a tosse (geralmente sem catarro), o chiado e a sensação de aperto no peito. Algumas crianças apresentam apenas a tosse. Esses sintomas podem ocorrer em qualquer horário do dia, mas ocorrem preferencialmente à noite e pela manhã. Em outros casos, o indivíduo apresenta sintomas apenas durante a prática de atividade física, o chamado broncoespasmo induzido por esforço.
Frequentemente, as crises podem se acompanhar de batimento cardíaco acelerado (taquicardia), aumento da freqüência respiratória e sudorese. Nos casos graves, a pessoa não consegue nem mesmo falar.
O diagnóstico de asma é suspeitado na presença dos sintomas acima descritos, especialmente quando há história de parentes acometidos. Os exames normalmente realizados são a radiografia de tórax, a espirometria e, eventualmente, alguns testes cutâneos para detectar alergia. A espirometria é um exame que avalia a função do pulmão, e é realizado da seguinte forma: a pessoa respira em um dispositivo conectado em um computador, o qual faz as medidas. Durante o exame, a pessoa é orientada a respirar profundamente, soltar o ar com força e rápido, e outras manobras específicas.

TRATAMENTO DA ASMA:

O tratamento da asma é altamente dependente do paciente e de seus responsáveis. Compreende o emprego de medidas preventivas associadas a modificações do ambiente e o uso de medicamentos específicos.
Com relação às modificações do ambiente (especialmente o doméstico), são recomendadas as seguintes medidas:
• Os animais de estimação devem ser mantidos fora da casa, principalmente do quarto da criança/adulto com asma.
• Quando for visitar uma casa que tenha animais, levar a medicação de alívio.
• Evitar artigos domésticos que contenham penas, como travesseiros e acolchoados.
• Os colchões, estrados de molas e travesseiros devem ser recobertos com uma capa de material plástico, sendo mantidos bem fechados.
• As roupas de cama devem ser trocadas e lavadas semanalmente.
• Se possível remover todos os tapetes, cortinas, caixas de papelão, bichinhos de pelúcia.
• Nos casos de indivíduos alérgicos a pólen, manter as janelas fechadas durante as estações com maior concentração do mesmo. Evitar sair ao meio-dia e à tarde, pois nesses horários a concentração de pólen, no ar, é maior.
• Se você tem asma, não fume.
• Não permitir o fumo dentro de casa ou perto dos indivíduos com asma.

Os medicamentos usados classificam-se em dois grupos:

• Medicamentos de alívio: são aqueles utilizados durante as crises, para aliviar os sintomas. Compreendem basicamente os broncodilatadores, os quais possuem a função de abrir as vias aéreas obstruídas.
• Medicamentos de controle: são também chamados de preventivos. São utilizados todos os dias e atuam na progressão da doença. Incluem os antiinflamatórios e os broncodilatadores de longo período de ação.
Esses medicamentos geralmente são administrados na forma inalatória, por meio das famosas bombinhas, mas também por inaladores, os quais são mais caros.

Em todos os casos, é de extrema importância, o uso correto do dispositivo, para garantir que o medicamento alcance realmente os pulmões. Em crianças e indivíduos com mais dificuldade, recomenda-se o uso de espaçadores, que facilitam a aplicação do medicamento.
Devemos enfatizar, mais uma vez, que o objetivo do tratamento da asma não é a cura, e sim o controle dos sintomas, a prevenção das exacerbações, a manutenção de testes de função pulmonar o mais próximo possível da normalidade, a prática de atividades normais e a prevenção do desenvolvimento de obstrução crônica e de morte por asma.

Fontes: Boa saúde, Tua saúde

Um abraço a todos 
Preta


domingo, 27 de maio de 2012

Bronquite aguda ou crônica


Queridos leitores hoje vou postar sobre algo que durante o inverno leva muita  gente para o hospital, principalmente as crianças e os idosos...estou me referindo a “BRONQUITE”, que pode ser de dois tipos, aguda (curta duração) e crônica (mais grave, dura mais tempo e tem grande recorrência).
A BRONQUITE consiste na inflamação dos brônquios, canais que conduzem o ar da traqueia até os alvéolos pulmonares, ou seja, é a inflamação das principais passagens de ar para os pulmões.
A bronquite aguda é frequentemente causada por vírus que infectam o epitélio dos brônquios, resultando em inflamação e aumento da secreção de muco. A tosse é um sintoma comum de bronquite aguda, desenvolve-se em uma tentativa de expulsar o excesso de muco dos pulmões. Outros sintomas comuns incluem dor de garganta, congestão nasal (coriza), baixo grau de febre, pleurisia, mal-estar, e a produção de catarro.

Bronquite crônica, é um tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica, é definida por uma tosse produtiva que dura de três meses a 2 anos. Outros sintomas podem incluir chiado e falta de ar, especialmente durante exercícios físicos. A tosse é muitas vezes pior logo depois de acordar, e o catarro produzido pode ter uma cor amarela ou verde, podendo apresentar estrias de sangue.


A bronquite crônica é causada por uma lesão recorrente ou irritação do epitélio respiratório dos brônquios, resultando em crônica a inflamação , edema (inchaço), e aumento da produção de muco pelas células caliciformes. O fluxo de ar para dentro e para fora dos pulmões é parcialmente bloqueada devido do muco inchaço e extra nos brônquios ou devido a reversível broncoespasmo.



Sinais e sintomas de bronquite
  • Tosse
  • Desconforto no peito
  • Expectoração
  • Falta de ar
  • Cianose (pele fica azul arroxeada)
  • Inchaço nas extremidades do corpo graças à piora do trabalho cardíaco
  • Febre quando a bronquite crônica estiver associada à uma infecção respiratória
  • Cansaço
  • Falta de apetite
  • Catarro mucóide (na maioria das vezes muco claro ou branco, purulento se tiver alguma infecção).

Tratamento

Para começar o tratamento, é importante eliminar o cigarro (caso o doente seja tabagista), e repousar para evitar respirar em ambientes de gás tóxico e poluição. Para quem já tem a doença há um tempo considerável, deixar o fumo não vai fazer com que a doença regrida, mas desacelerará o seu avanço.

Corticóides (medicamentos utilizados para controlar a inflamação crônica dos brônquios) minimizam os sintomas.
Além disso, antibióticos ajudam muito nos casos de exacerbação da doença, quando resultam de uma infecção bacteriana nos brônquios.


Os broncodilatadores melhoram o fluxo de ar nesta doença, aliviando a falta de ar e a sibilância. Podem ser utilizados através de nebulizações, nebulímetros (semelhantes à "bombinha" da asma), cápsulas de inalar, comprimidos, xaropes, etc. O meio mais prático é o uso dos nebulizadores pois estes podem ser utilizados tanto em casa quanto fora, além de apresentarem menor freqüência de efeitos indesejáveis.


"Tanto a bronquite aguda quanto a crônica podem originar uma PNEUMONIA. Se você sofre uma bronquite crônica, tem mais chances de apresentar INFECÇÕES RESPIRATÓRIAS recorrentes"


Prevenção
Na bronquite crônica, é importante a vacinação anual contra o vírus causador da gripe, uma vez que esta pode piorar a doença. Com este mesmo objetivo, é indicado também o uso da vacina contra o pneumococo, que é a principal bactéria causadora de infecções respiratórias, entre elas a pneumonia, e é claro, a própria bronquite crônica. A vacinação deve ser feita uma única vez e, em casos específicos, pode ser repetida depois de cinco anos.


Bom pessoal, achei importante essa matéria mesmo porque, a tal BRONQUITE CRÔNICA tem levado muita gente para os hospitais e o pior, tem levado muitos à morte, principalmente pelo tabagismo. Na próxima postagem falarei um pouco mais sobre esse assunto.

Um abraço a todos e fiquem com Deus
Preta




quinta-feira, 24 de maio de 2012

Cuidados com a meningite

Olá pessoal! Hoje quero passar pra vocês algo que sempre me preocupou... a apavorante MENINGITE, que pode ser viral ( menos grave) ou bacteriana (causada principalmente pelos meningococos, pneumococos e hemófilos) que é altamente contagiosa e por sua gravidade temos que tomar sérios cuidados, além do que, um grande número de pacientes com mielomeningocele são propícios a ter.
Mas o que é exatamente a meningite? É uma doença que consiste na inflamação das meninges que envolve o cérebro e a medula espinhal e a sua evolução é super rápida.
A meningite meningocócica é a mais séria, porque pode causar além da inflamação das meninges também infecção generalizada. As sequelas podem ser variadas como dificuldades no aprendizado até paralisia cerebral, entre outros...
O diagnóstico dela é feito pela retirada de um líquido da espinha chamado liquido cefalorraquidiano, que por várias vezes que meu filho teve que internar, foi preciso fazer, para os médicos saberem se estava ou não com meningite. Graças a Deus, ele nunca teve, mas a preocupação pelo risco de ter é algo que sempre nos acompanha.
Como vocês podem ver, é uma doença realmente apavorante! Os sintomas são parecidos com a gripe e resfriados, febre, forte dor de cabeça, vômito, moleza, irritação, o que diferencia um pouco é a rigidez na nuca (pescoço duro). Quem não tem problemas de variação de temperatura no corpo, pela falta de sensibilidade (como o meu filho tem, que é mielo e não tem sensibilidade nos membros inferiores), dá para ficar atentos nas febres com mãos e pés frios e dores nas pernas também.
A meningite bacteriana pode ser tratada por antibióticos, mas o tratamento tem que começar rápido. Por isso a qualquer desses sintomas levem seu filho(a) imediatamente para o médico.
Espero que essas informações ajudem a todos porque mesmo tendo vacinas na rede pública de saúde, sabemos que elas amenizam os sintomas e a gravidade, mas ainda assim, não estamos imunes da tal meningite por ser contagiosa.
Um abraço a todos!
Preta

Fontes: Centro de vigilância epidemiológica; Brasil escola

terça-feira, 22 de maio de 2012

Deus sabe e vê tudo

Oi gente tudo bem? Hoje eu recebi por e-mail, um texto lindo e vou compartilhar com vocês, principalmente com os pais de filhos especiais e a todos que tem algum tipo de deficiência, pois sei o quanto precisam de força nas horas de dificuldades!



AS DIFICULDADES DA VIDA
Deus sabe tudo e sabe o que se passa conosco. Ele sabe tudo sobre você e está sempre ao seu lado, por isso não sofra com dificuldades que enfrenta na vida, tenha fé, Deus sabe tudo e te carrega no colo nessas horas, não desanime, a nossa decisão de como vencer determinará a nossa vitória em cada dificuldade que enfrentamos. O fracasso é dos fracos que não conhecem a Deus, pois a experiência mais importante em nossa vida é buscar a Deus e seus conselhos. Jesus disse que a vitória que vence o mundo é a nossa fé e sem fé é impossível agradar a Deus.
Cada pessoa tem a sua personalidade formada no vínculo da família em que vive e desse vínculo vem a solução para todos os problemas vencendo-os com sabedoria.
Tudo passa, pois depois da tempestade vem a bonança, como diz o ditado. Deus prova o seu amor a todas as pessoas que lutam para vencer as dificuldades da vida e sai vitorioso aquele que com fé em Deus buscou a saída certa e com confiança em Deus recebe a recompensa em dobro. Lembre-se que Jó sofreu grandes dificuldades na vida, mas nunca abandonou sua fé em Deus e venceu recebendo bênçãos em dobro.
Quem reconhece bem o seu “ego” não se deixa ser vencido pelas dificuldades e supera tudo com otimismo. Tudo passa, embora fiquem as lembranças que muitas vezes é bom recordar, pois a vida é ciclo um de experiências que aprendemos na escola da vida.
Acreditar em si mesmo de que você não nasceu para o fracasso é o caminho para vencer os problemas da vida. Quem se ama não se intimida perante as dificuldades. Jesus é a saída, a paz e a solução para todos os problemas. Crê nisso?
As dificuldades que Cristo passou, não chegam nem perto do que passamos e nisso devemos refletir, ele venceu o mundo.
Ame-se, experimente a vida buscando novos horizontes, na hora certa, Deus coloca em seu caminho a solução para todos os seus problemas.
Que Jesus seja a paz na sua vida.

Autor: Antonio Fernandes

Espero que tenham gostado, pois sem Deus a gente desanima rápido, mas com a ajuda dele, conseguimos seguir em frente!!!
Um abraço a todos
Com carinho
Preta


segunda-feira, 21 de maio de 2012

Tem coisas que indignam...

Olá queridos leitores! Eu estava lendo as notícias na internet, como sempre... e é inacreditável que com tudo que se faz em campanhas, pela mídia em geral, redes sociais, blogs...parece piada que em Brasília não se respeita as leis.
As pessoas continuam com a maior cara de pau e falta de respeito, estacionando nas vagas exclusivas dos deficientes. A poucos dias, um colega cadeirante, postou uma foto no facebook, onde a própria policia fez isso também...
Então me pergunto: Em que mundo vivemos? Onde ficam os direitos dos cidadãos? E as leis que temos que respeitar e cumpri-las, como ficam quando os próprios que se dizem da lei fazem esse tipo de coisa?
Realmente muita coisa tem que ser mudada nas próprias leis... elas precisam serem mais severas pra esse tipo de abuso, tem pessoas que mesmo a gente falando numa boa, não mudam seus atos e os mais prejudicados são aqueles que mais precisam e lutam para que seus direitos sejam respeitados, que são os próprios deficientes fisicos.
Eu que sou mãe de um cadeirante, que vivencio tanta coisa desse tipo, quando assisti o video Só 2 minutos, que compartilhei aqui no blog, em tudo que é lugar que vou ou quando entro num estacionamento, me lembro dele. Tem professoras do meu filho que gostaram muito também e uma foi passando pra outra o que viu naquele vídeo...E isso é muito bom!!! Muitas dessas pessoas que faziam isso antes, vão pensar duas vezes, ainda mais se lembrarem do video...
Tem coisas que são tão bem feitas, tem um esclarecimento bem nítido que não tem como não nos impactar, com o tema em questão, não é mesmo?
Por isso gente vamos cada um de nós fazer um pouquinho, se vocês virem alguém estacionando numa vaga de deficientes, perguntem se a pessoa percebeu que aquela vaga é exclusiva ou se quiserem, tirem fotos pelo celular e me mandem para o e-mail do blog que publicarei aqui. Me digam o lugar que aconteceu o fato que eu publico!
Podem me mandar qualquer imagem que atrapalhe a vida e o direito de ir e vir de um deficiente fisico, ok!
De alguma forma ainda que pequena, porque meu blog é novo, mas sempre acaba ajudando em alguma coisa. Alguém vai ler, ver e se conscientizar da falta de respeito, e não continuará fazendo...assim espero!!!
Um abraço a todos e fiquem com Deus
Preta


sexta-feira, 18 de maio de 2012

Não perder a fé diante das dificuldades

Olá pessoal! A nossa vida sempre é uma caixinha de surpresas não é mesmo? Quando achamos que tudo está calmo, na boa, de repente surge uma situação inesperada a ser encarada e resolvida.
Estou me referindo a uma tomografia que meu filho fez em Abril e que no dia da consulta a médica disse que iria consultar o neurocirurgião pra ver se tinha algum problema mais grave e que era pra mim aguardar a ligação dela caso fosse necessário e infelizmente constou que a válvula ou o cateter de derivação que meu filho usa, não está funcionando como deveria.
Talvez vocês achem que eu já deveria estar acostumada com esse tipo de coisa, já que meu filho internou várias vezes, mas a verdade é que não estou! Não tem como não se preocupar...É uma cirurgia, terá que ficar no mínimo uma semana internado e com o frio que está fazendo, é mais dificil controlar os problemas respiratórios dele. Faz mais de uma semana que está fazendo bombinha direto...  Deus queira que dê pra esperar e que ele fique bom antes de fazer essa troca da válvula, mesmo porquê, com crise asmática, não dá para fazer cirurgia!
A Dra me ligou ontem, pedindo para levar o Douglas para internar, eu na mesma hora levei um susto, ela me explicou o que o Neuro disse, mas fazer o que né? A gente fica com o coração apertado, mesmo sendo uma coisa que já fez, mas é filho e se a gente pudesse simplesmente decidir, não vai fazer e pronto, sem ter nenhum problema, mas a gente sabe que não é assim...
A minha certeza é que Deus está no comando e com seu imenso poder e amor nos fortalece nessas horas. Então.que se  faça a cirurgia, dê tudo certo e que meu filhão venha o mais rápido possivel pra casa e bem!!!Suuuper bem!!!
A partir da semana que vem assim que ele melhorar, ficaremos esperando o dia que irá internar...
É incrivel os sentimentos que passam dentro da gente nessas horas, graças a Deus, que não estamos totalmente sozinhos, podemos contar com uma palavra de fé, com a força dos amigos, com a familia... e isso é fundamental pra gente não desanimar e principalmente... não perder a fé diante das dificuldades...
Um abraço a todos
Preta

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Mesa escolar para cadeirante


Oi pessoal! Eu queria mostrar pra vocês alguns modelos de mesa escolar adaptada. Geralmente nas escolas não tem nenhuma e o pessoal nem sabe como são, então é importante sabermos até pra mostrar na escola se for preciso.
É sempre bom lembrar que a mesa tem que ter aquela meia lua na frente pro cadeirante, a maioria é ajustável e dá pra ficar na altura certa onde o antebraço da cadeira fique um pouco mais embaixo  porque se ficar na altura ou mais alto que a mesa, acaba dificultando pra escrever.
Aqui tem alguns modelos ok:





Tem escolas que mandam fazer uma mesa mais simples, essas não tem como ajustar a altura da mesa, portanto, fiquem atentos pra não medirem errado. Tudo dependerá do tamanho da cadeira de rodas do aluno.

Por isso, não esqueçam, peçam pra pessoa responsável da escola que cuidará dessa providência, pra cuidar na hora que forem medir, pra mesa ser um pouco mais larga que a cadeira de rodas e um pouco mais alta que o antebraço, pra não dificultar para o aluno.

Vocês lembram que eu comentei numa outra postagem que a mesa padrão que tem nas escolas tem um ferro embaixo que machuca a perna do cadeirante? Então, vou mostrar o tal ferro pra vocês, como eles não tem sensibilidade nas pernas, se machucam e depois a gente só percebe em casa, pelos roxos na pele. Já aconteceu com o meu filho, por isso temos que pedir a mesa adaptada.
Esse modelo de mesa padrão, tem aqui no Rio Grande do Sul, nos outros Estados talvez sejam diferentes.
Fica então a dica ok!
Um abraço a todos
Preta


segunda-feira, 14 de maio de 2012

Cuidados reforçados com a chegada do frio

Olá pessoal, passei rapidinho no blog porque hoje estou cheia de coisas pra resolver.
Nós moramos no Rio Grande do Sul e pra quem não sabe, aqui quando faz frio é muuuuuito frio! E é nessa época que as pessoas no geral, precisam de mais cuidados e os que tem problemas respiratórios como o meu filhote então...nem se fala!
Com a mudança de temperatura é um processo todos os dias até ele melhorar, ele faz bombinha de 4/4hs, mais o inalador 2x por dia(contínuo)e pra completar o xarope antialérgico pra amenizar a tosse na escola. Sempre foi assim gente, desde que ele nasceu, a diferença é que quando pequeno ele fazia nebulizações e depois que começou a fazer um tratamento pra asma com um Pneumologista super bom e atencioso, ele começou a usar um inalador que acabou não precisando mais fazer nebulização em casa. Graças a Deus que mesmo ele tendo que fazer tudo isso, ele melhorou muito! As internações diminuiram bastante e ele começou a viver bem melhor.
Só pra vocês terem uma ideia, quem tem problemas de asma, bronquite... tem que ter cuidado, porque o meu filho que já é jovem, não precisa nem sair na rua, basta começar a chover, que qualquer umidade é o suficiente pra começar os chiados no peito e a tosse, é incrivel, mas é bem assim que acontece com ele.
Por isso, deixo a dica para toda a turminha que tem esses problemas... Procurem um pneumologista que faça um bom tratamento para que seu filho(a), internem o menos possível, se for preciso. Nós todos sabemos que qualquer internação não é nada bom, mas quando vão para o hospital por problemas respiratórios é bem mais custosa a recuperação, ainda mais quem tem o pulmão já comprometido. Falo pelas tantas vezes que aconteceu com o meu filho e não foi nada fácil, foram momentos bem difíceis para nós da familia e para ele. O último susto que meu lindo me deu foi em novembro do ano passado como já comentei com vocês em outra postagem.
Então fica a dica pessoal, reforcem os cuidados, isso serve pra qualquer idade, não só para os picorruchos, mas para os jovens, adultos e idosos também.
Um abraço a todos e fiquem com Deus!
Preta

domingo, 13 de maio de 2012

A todas as mães


As mães que apesar das canseiras, dores e trabalhos, sorriem felizes com os filhos amados ao peito, ao colo ou em seu redor; e às que choram inconsoláveis a sua perda física, ou os veem “perder-se” nos perigos inúmeros da sociedade violenta e desumana em que vivemos.
As mães ainda meninas, e às menos jovens, que contra ventos e marés, ultrapassando dificuldades de toda a ordem, têm a valentia de assumir uma gravidez, talvez inoportuna e indesejada, por saberem que a vida é sempre um bem maior e um dom que não se discute e muito menos, quando se trata de um filho seu, pequeno ser frágil e indefeso que lhe foi confiado.
As mães que souberam sacrificar uma talvez brilhante carreira profissional, para darem prioridade à maternidade e à educação dos seus filhos e às que quantas vezes precisamente por amor aos filhos, souberam ser firmes e educadoras, dizendo um “não” oportuno e salvador a muitos dos caprichos dos seus filhos adolescentes.
As mães precocemente envelhecidas, gastas e doentes, tantas vezes esquecidas de si mesmas e que hoje se sentem mais tristes e magoadas, talvez por não terem um filho que se lembre delas, de as abraçar e beijar...
As mães solitárias, paradas no tempo, não visitadas, não desejadas, e hoje abandonadas num qualquer quarto, num qualquer lar, na cidade ou no campo, e que talvez não tenham hoje, nem uma pessoa amiga que lhes leia ao menos uma carta dum filho...
Também às mães que não tendo dado à luz fisicamente, são mães pelo coração e pelo espírito, pela generosidade e abnegação, para tantos que por mil razões não tiveram outra mãe...e também às mães queridíssimas que já partiram deste mundo e que por certo repousam já num céu merecido e conquistado a pulso e sacrifício...
E finalmente as mães de filhos especiais, que dedicam a vida aos seus filhos com zelo e amor, muitas vezes com lágrimas pelos momentos difíceis, mas respiram fundo e seguem em frente, com garra e fé dedicando-se inteiramente a eles!

A todas as mães, a todas sem exceção... PARABÉNS PELO SEU DIA!!!


Fonte: APFN - Assoc. Portuguesa de familias numerosas
* O último parágrafo foi por minhas palavras

Um abraço enorme a todas as mães e aos outros leitores
Com carinho
Preta


sexta-feira, 11 de maio de 2012

Aluna cadeirante denuncia problema de acessibilidade

Caros leitores hoje assisti alguns videos de alunos que denunciaram suas escolas por falta de acessibilidade, eu confesso que não fiquei surpresa, porque sei bem como é isso. As vezes temos a sorte de por nossos filhos deficientes num lugar onde mesmo não havendo a acessibilidade a direção se empenha em conseguir, mas outras vezes nem ligam, se a gente não fica em cima, cobrando, pedindo, falando muitas vezes diretamente com a Secretaria da Educação, as coisas não andam...
Isso é uma triste realidade. Eu entendo que um aluno especial, seja qual for sua deficiência, é uma novidade para a maioria dos professores, para os pais dos alunos, mas em seguida eles começam a conhecer o aluno e eles mesmos se surpreendem com a dedicação dos mesmos e isso é muito bom. Meu filho sempre foi bem querido pelos professores, com exceção de duas que já havia citado a vocês, que não foram muito legais com ele, mas elas serviram de aprendizado, porque no mundo em que vivemos sempre vamos conhecer pessoas queridas, mas também algumas preconceituosas e de má vontade.
Já quanto a escola, eu não entendo o motivo de não agilizar as rampas e o acesso pro cadeirante estudar. No ano passado que meu filho veio para uma escola nova, já tinha algumas rampas mas a diretora percebeu que uma delas era estreita e que bem na entrada da escola precisava de uma rampa também, e não demorou muito e foi feito sem eu ter que ficar pedindo e pedindo sem me estressar, como acontecia na escola anterior. Lá ele ficou da 4ª a 6ª série sem ocupar a biblioteca porque a porta era estreita e não passava a cadeira dele. Sempre quando a professora de português pedia um trabalho que tinha que ser de leitura, meu filho nunca ia escolher o livro, tinha que ir um colega pegar pra ele, era um ABSURDO não é? Numa média de avaliação posso dizer a vocês que na 4ª série foi crucial tudo na escola, porque juntou a falta de acessibilidade com a falta de preparo do pessoal tanto da direção quanto da professora e  mais a má vontade, foi quando pude sentir na pele o descaso das pessoas. Depois de pedir várias vezes, fizeram uma única rampa de madeira, e só foram feitas as outras rampas, depois que meu filho caiu um tombo na saida de uma sala por não ter rebaixamento, então falei direto com a responsável por essas rampas na sec. de educação que mandou no outro dia fazerem umas quantas rampas de ferro e de concreto na escola.
Foi ai que notei a importância de estarmos informados sobre os nossos direitos, então a gente começa a agir segundo ao que sabe e só assim, as pessoas vão parar de nos enrolar e fazer pouco caso da gente e do nosso filho.
Já na 5ª e 6ª séries, as coisas foram bem melhores, fizeram calçadas e rampas que davam acesso as salas novas e isso facilitou muito no dia a dia.

Vou por abaixo o link de um dos videos que assisti, só pra vocês terem uma noção do que é um descaso com a necessidade de um deficiente físico.

http://videos.r7.com/cadeirante-denuncia-problemas-de-acessibilidade-em-escola/idmedia/4f9a83a3b51a0d6dfcc56d12.html

É lamentável como tem pessoas que dificultam mais ainda a vida de um deficiente físico, não é mesmo?
Um abraço a todos
Preta


terça-feira, 8 de maio de 2012

Gente, um mês de blog!

Queridos leitores hoje faz um mês que criei este blog e estou muito feliz de poder estar compartilhando com vocês a vida do meu filho e poder de alguma forma ajudar alguém que esteja precisando. Longe de mim achar que sou melhor que alguém, somente quero expôr o que já passei e ainda passo no dia a dia com meu filho e incentivá-los que por pior que seja a circunstância, tudo acaba se resolvendo.
Sou iniciante no blog, tenho muito que aprender, quero ser sempre eu mesma, colocar as coisas do meu jeito, sempre passando à vocês a realidade e a minha opinião pessoal, assim como quero saber a de vocês também.
Tenho grande admiração pelas pessoas dos blogs que sigo. Através deles vejo o que é superação, pela maneira que conduzem suas vidas e pelo bom exemplo que deixam para quem é deficiente físico ou não. Com isso, pude ter uma outra visão de futuro para o meu filho, sem contar as informações que não sabia em relação a outras deficiências.
Quero que o meu blog seja útil para vocês também, quero levar informações importantes que visem o bem estar dos deficientes físicos, essa é a nossa luta, para que eles possam ter uma vida melhor, com seus direitos respeitados e sem discriminação.
Por isso agradeço aos leitores que visitam este humilde blog. Que possamos estar sempre juntos em busca de uma vida melhor para todo cidadão especial.
Um abraço a todos os meus leitores!
Com imenso carinho. Preta

Dia a dia escolar de um cadeirante


Oi pessoal! Vou compartilhar com vocês, um pouco do dia a dia do meu filho na escola e algumas dicas importantes para o bem estar dos alunos especiais ok!
O sapeca aí da foto é o Dudu quando estava na 5ª série, ele estava fazendo um trabalho de geografia. Reparem na bagunça da mesa dele, rsrsrs.
Bom gente, no caso dos cadeirantes, devemos pedir para a escola uma mesa adaptada, demora um pouquinho, mas a Sec. de educação providencia...Como já falei numa postagem anterior a que tem na escola é mais estreita e mais baixa e algumas tem um ferro embaixo pra colocar o material que acaba machucando as pernas do cadeirante. Essa que o meu filho usa na foto, fizeram sob medida, o bom que ela era mais leve e isso facilita pro aluno tirar a mesa quando precisa.
Quanto ao lugar, o mais adequado para os alunos especiais ficarem é na frente e próximo a mesa dos professores, porque assim é mais fácil eles tirarem as dúvidas e também é um meio dos professores acompanharem melhor o desempenho deles. Facilita-se para ambos e tem o acesso mais fácil para se locomover com a cadeira e ir para a porta também.
Se for preciso, eles terão a ajuda de uma professora auxiliar dentro ou não da sala de aula. O meu teve ajuda até a 5ªsérie, porque ele sempre teve dificuldade de copiar toda a matéria do quadro, a maioria das pessoas mielos, são um pouco mais lentas e cansam com mais facilidade, por causa do desvio na coluna (isso é importante falar para a ORIENTADORA da escola que certamente fará uma reunião com os pais do aluno especial para se expôr o que for preciso).

Lembre-se: NÃO É O SEU FILHO QUE TEM QUE SE ADAPTAR A ESCOLA, É A ESCOLA QUE TEM SE ADAPTAR AS NECESSIDADES DO SEU FILHO!!!

Essa professora auxiliar é de muita ajuda para os alunos especiais, ela serve para conseguir as matérias que eles perdem por não poderem ir na aula, igualmente para fazerem as provas atrasadas e também para acompanha-los quando são pequenos nos eventos dentro da escola, para eles não ficarem sozinhos.
Quanto a educação física, cada caso é um caso, o meu filho quando pequeno fazia somente alongamentos nos braços mas começou a sentir dor e o médico dispensou ele por causa da coluna. Então deixo na escola todos os anos um atestado de dispensa e outro para justificar as faltas nos dias de chuva, além de ser cadeirante e por ter problemas sérios respiratórios, não pode ir nesses dias na aula. É ai que a professora auxiliar ajuda bastante pra conseguir as matérias perdidas, e também em casa eu sempre ajudei ele.
Não pensem que por ele ser deficiente físico que tem moleza porque não tem. Ele sempre teve algumas regras a seguir em casa, entre elas de fazer os deveres todos os dias (menos quando fica doentinho) e de revisar a matéria antes de jogar video game, pra não ter que estudar tanto quando tem prova.
Eu sempre ajudei no que pude. Quando meu filho tinha que estudar para alguma prova e os textos eram grandes, eu transformava eles em perguntas pra facilitar no estudo,  e ele estudava bem rápido assim. É um método que sempre deu certo com ele.
Sei também que se for preciso, os alunos podem ter aulas de reforço, pra recuperar as matérias novas que perderam, tanto com a professora auxiliar quanto com os próprios professores.
Portanto, fiquem atentos ao que seu filho (a) está precisando, as vezes tem coisas que a gente sabe ajudar, tem outras que a gente nem se lembra mais e as que não sabemos fazer mesmo! Então, só os professores! Com o esforço dos nossos filhos, mais a boa vontade dos professores (que a maioria tem) e a nossa ajuda, tudo vai dando certo e eles conseguem estudar. As vezes é puxado!!! No inverno então...Nos dias que o  Dudu tem crise asmática são dias em cima da cama, bem ruim fazendo bombinha de 4/4hs, tomando remédios e sem poder ir na aula...
Mas depois passa, ele melhora e vai recuperando tudo aos poucos, sem se prejudicar fisicamente e nem no aprendizado escolar, graças à Deus!
Espero ter ajudado com essa postagem.
Um abraço a todos!
Preta

sábado, 5 de maio de 2012

Um pai realmente especial


Olá pessoal, eu queria compartilhar com vocês um vídeo lindo que mostra o quanto um pai pode ser dedicado ao seu filho. Algo que infelizmente nos dias de hoje é raro!
Nós somos acostumados a ver e falar do quanto as mães são dedicadas aos seus filhos, do quanto se desdobram por eles no dia a dia e realmente é verdade, mas fiquei emocionada quando assisti este vídeo e resolvi postar para quem ainda não viu.

Vejam em anexo, a conversa dos dois e a seguir o  vídeo:

Um dia o filho pergunta ao pai: Pai, vens correr comigo a maratona?
O pai responde que sim, e ambos correm a primeira maratona juntos.
Um outro dia, volta a perguntar ao pai se quer voltar a correr a            
maratona com ele, ao que o pai responde novamente que sim.
Correm novamente os dois.
Certo dia, o filho pergunta novamente ao pai:
Pai, queres correr comigo o Ironman?(O Ironman é o mais
difícil...exige nadar 4 km, andar de bicicleta 180 km e correr 42 ).
E o pai diz que sim.
Isto é tudo muito simples...até que se vejam estas imagens...       





São de pais assim que o mundo está em falta, a maioria abandona a família muito cedo, não acompanham o crescimento dos filhos e acabam se tornando estranhos com o passar do tempo. Falo por experiência própria, pela minha própria família. É claro que toda regra tem exceção, ainda tem alguns, que são presentes na vida dos filhos e a esses pais, digo que são MARAVILHOSOS, como este do vídeo acima.

INCRÍVEL o amor e a dedicação desse pai!
Um abraço a todos.
Preta

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Verdadeiras lições de vida e superação

Queridos leitores, hoje vou passar pra vocês três vídeos emocionantes, eles mostram alguns dos esportes que os deficientes físicos podem praticar e de um rapaz que dá aulas de motivação, vejam o exemplo que ele dá! SÃO VÍDEOS INCRÍVEIS!!! NÃO É MESMO? Vale a pena ver e admirar ainda mais pessoas tão especiais, que nos dão verdadeiras lições de vida!

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Desrespeito com pedestres e cadeirantes

Oi pessoal! Hoje vou mostrar um pouquinho mais de outras faltas de respeito com os deficientes físicos.
É impressionante como existem pessoas que não se tocam dos absurdos que fazem, e o pior gente, tem Prefeituras cometendo erros, colocando barras de ferro em cima das guias de rebaixamento. Além que são MÍNIMAS as rampas que existem, acontece isso!
Vou mostrar em anexo as imagens que falam por sí só:


*Reparem que o carro está em cima da faixa de pedestre e na frente da rampa para deficientes... 

Infelizmente isso acontece em tudo que é lugar, a imagem do carro foi tirada por uma internauta revoltada em uma cidade do estado do Mato Grosso, as outras em Porto Alegre.
Os motoristas sabem que não podem fazer isso, mas como no nosso País quase não tem fiscalização para aplicação dessas multas, se facilita o desrespeito para quem não está nem aí, para os direitos dos outros. 
Fica aí minha indignação por mais esse desrespeito!
Um abraço a todos. Preta





terça-feira, 1 de maio de 2012

Futuros médicos simulam deficiências para humanizar seus atendimentos

Pessoal eu li essa notícia e achei bacana compartilhar com quem ainda não leu.Trata-se de um novo método que esta sendo aplicado a estudantes de medicina, que na minha opinião, será de grande ajuda para melhorar o atendimento aos deficientes físicos. Ai vai a matéria:


Com o objetivo de aproximar os futuros médicos da realidade vivida por deficientes físicos e sensibilizá-los para a importância de um atendimento mais humano, os calouros da Faculdade de Medicina de Petrópolis (RJ), ficaram durante quatro horas sem poder enxergar, falar, ouvir ou impossibilitados de mexer um dos membros superiores. Tudo pela ação, batizada de Calçando Sapatos, que faz parte do projeto Tutoria - Aproximando Pessoas.
Na Faculdade de Medicina de Petrópolis, os responsáveis por sensibilizar os alunos para um atendimento mais humano são chamados de tutores, geralmente representados por estudantes que estão cursando há pelo menos dois anos a faculdade. Entre as tarefas sugeridas aos graduandos está a simulação de dificuldades enfrentadas por quem tem algum tipo de déficit físico ou sensorial. Com olhos vendados, braços atados ou bocas e ouvidos tampados, eles podem compreender melhor o que passam os pacientes, o quê, conforme os participantes, resulta em um atendimento diferenciado quando se depararam com casos semelhantes na vida profissional.
No curso de medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), utiliza-se uma metodologia de ensino chamada Problem Based Learning (estudo baseado em problemas, em tradução livre). O método visa a exercitar a capacidade crítica-reflexiva do aluno para fazer com que ele construa o próprio conhecimento, e assim, se formarem profissionais mais completos.

O método PBL também é aplicado a alunos de odontologia da Universidade de Cuiabá (UNIC) pelo projeto Humanização em Ambiente Hospitalar. Os alunos atendem a pacientes no Hospital Geral Universitário da cidade e tem a função de planejar tratamentos a partir dos problemas do doente. Eles são orientados a promover uma assistência humanizada, voltada à pessoa e não à doença.

* Se esses métodos forem aplicados em todas as universidades, com certeza as pessoas especiais terão um atendimento mais digno!!!
Um abraço a todos! Preta


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...