sábado, 16 de junho de 2012

Os vários nomes atribuídos as pessoas com deficiência

Queridos leitores, muitas pessoas não sabem como chamar uma pessoa com deficiência. Alguns acabam sem querer se referindo a eles com palavras nada agradáveis tais como: defeituosos, paralíticos, aleijados e etc.. Tem também aquela dúvida entre paraplégico e tetraplégico, muitos não sabem a diferença.
Vou passar para vocês, alguns dos nomes que antigamente chamavam uma pessoa com deficiência...

No século 20, por exemplo, o termo usado era “inválidos”. Até 1960, eram chamados de “indivíduos com capacidade residual”, o que segundo o autor Sassaki, foi um avanço da sociedade, reconhecer que a pessoa tinha capacidade mesmo que ainda considerada reduzida. Outra variação foi o uso do termo “os incapazes”.

Entre 1960 e 1980, começava-se a usar as expressões “os deficientes” e “os excepcionais” que focavam as deficiências e reforçavam o que as pessoas não conseguiam fazer como a maioria. Nos anos 80, por pressão da sociedade civil a Organização Mundial da Saúde lançou a terminologia “pessoas deficientes”. Iniciou-se uma conscientização e foi atribuído o valor “pessoas” aqueles que tinham deficiências, igualando-os em direitos a qualquer membro da sociedade.

Até os dias atuais, muitos nomes já foram utilizados como: pessoas portadoras de deficiência, pessoas com necessidades especiais, pessoas especiais ou portadores de direitos especiais. Segundo Romeu Sassaki, todos considerados inadequados por representar valores agregados a pessoa. Vale lembrar que o uso dessas expressões estavam inseridas em um contexto social da época.
O termo correto a ser usado é "pessoas com deficiência".

Paraplégico: é aquele deficiente cuja medula é lesionada a nível lombar ou torácico. Ele perde a coordenação-motora e sensibilidade das pernas, porém mantém o controle do tronco e movimentos e força dos braços e mãos. O paraplégico pode tocar sozinho a cadeira de rodas e transpor obstáculos, fazer transferências cama-cadeira-carro e vice-versa, dirigir, praticar a maioria dos esportes adaptados, assim como outras atividades, o que lhe permite uma vida quase que independente. 


Tetraplégico: é aquele que lesiona a medula a nível cervical - pescoço - e perde a mobilidade de quase todo o corpo, sendo, portanto, dependente de outras pessoas para tarefas simples como banhar, se alimentar, evacuar, fazer transferências e todo e qualquer tipo de atividade física...


Espero que tenha dado para esclarecer um pouco as dúvidas que até a gente se confunde diante de tantos nomes que já foram dados. Cada pessoa tem a sua opinião, mas devemos procurar usar o termo correto para que a pessoa com deficiência nunca seja chamada de um termo que venha a diminuir sua real capacidade.
Um abraço a todos
Preta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...