segunda-feira, 16 de junho de 2014

O período escolar dos filhos, sempre requer nossa atenção em tudo!

Olá genteee!!! Eu lendo umas matérias de outros blogs pude perceber como tem mães e pais que ficam realmente meios perdidos quando os filhos começam o período escolar... Então eu resolvi relembrar os tempos passados de quando o Dudu começou na escola e compartilhar com vocês, acho que isso pode ajudar a acalmar e também a alertar alguns pais, pelo menos assim espero gente!
Bom meu filho começou na pré-escola, hoje nem tem mais, eu me lembro que antes de tentar colocá-lo na escola que meus outros filhos estudavam, eu fui em uma outra que uma vizinha nossa era a diretora e por ser nossa amiga, convidou meu filho para estudar lá, mas como eles não tinham tido nenhum aluno com deficiência até aquele momento o pessoal da escola não tinha noção das necessidades e dos direitos dos alunos de inclusão, por isso minha primeira tentativa foi frustrada, porque eles exigiram que um familiar ficasse dentro da sala de aula com o meu filho para auxiliá-lo em tudo, até mesmo quando caísse uma borracha dele no chão, eu fiquei muito triste com isso, mesmo sem saber de quase nada dos direitos do meu filho naquela época, como mãe senti que meu filho seria tratado com diferença, começando a ponto de ter um de nós da família dentro da sala com ele... Como achei errado essa situação fui até a escola pública onde meus outros filhos estudavam e falei com a diretora sem nenhuma expectativa, mas perguntei a ela se teria algum problema do meu filho estudar ali, porque ele não caminhava e a diretora pra minha surpresa, disse que não teria nenhum problema, que meu filho seria bem-vindo na escola e o primeiro aluno de inclusão que eles teriam e iriam fazer o que fosse possível para o bem estar dele na escola...
Genteeee eu fiquei tão feliz com as palavras dela, ela me passou carinho e respeito pelo meu filho e foi tanto a diretora quanto a vice-diretora e mais as professoras do meu filho que foram super queridas e carinhosas com ele... A diretora me disse que não era pra mim me preocupar, porque eu iria na escola somente se fosse preciso, quem cuidaria dele na escola seria a própria professora e os coleguinhas, enfim, meu filho foi recebido com muito carinho, se sentiu a vontade, fez amizades super rápido e ficou bem mais solto em casa com a gente e isso se repetiu até a 3ª série... Nos primeiros anos eu me revezava com meus outros filhos para ir na hora do recreio ver ele, e ele tava sempre brincando, sorrindo, sempre feliz, isso me deixava tranquila e muito agradecida a Deus!
Foi a partir daí que comecei a me informar dos direitos do meu filho, o que ele tinha de direito de ter nas escolas como um aluno com deficiência e etc... Até porquê esse mar de rosas foi até a 3ª série, a partir da 4ª série que fomos para outra cidade e tivemos que trocar ele de escola comecei a ver como eram outras pessoas na realidade, como na verdade alguns são preconceituosos e disfarçam isso, enfim, tudo foi um aprendizado, porque assim como tem professoras e gestores de escolas super queridos, também tem aqueles que não são assim, eles não estão nem aí para as necessidades das crianças ou pessoas com deficiência, nem tão pouco dispostos a abraçar essa causa para que mais alunos de inclusão possam estudar, o que vemos hoje é que eles aceitam por obrigação, porque é lei e não podem impedir, mas também é só, o resto somos nós pais junto ao aluno ficar atentos as necessidades e correr atrás desses direitos!!!


Minha dica por experiência própria é que vocês pais, se informem dos direitos dos filhos de vocês, se vocês não souberem desses direitos, sempre terá alguém pra tratar com descaso as necessidades dos nossos filhos. Outra coisa super importante é observar as atitudes da criança, veja se ela está diferente, de repente quieta, sem vontade de brincar, não querendo ir pra escola ou se anda irritada, fiquem atentos a isso, qualquer diferença, é porque alguma coisa tá errada, alguma coisa está deixando a criança chateada... E depois que vocês conversarem com a criança e souberem o que deixou ela assim, vão diretamente no problema pra resolver... Eu fiz isso durante 3 anos numa mesma escola, tudo eu tinha que pedi, tinha que falar que meu filho sendo cadeirante precisava de tal coisa, tipo mesa adaptada, rampas, aulas de reforço por causa das faltas, etc.... e eles têm esses direitos pessoal, cabe a nós pais nos informarmos! Aqui no blog, eu postei várias matérias sobre isso, procurem nos marcadores e leiam, se informem, isso é pro bem dos nossos filhos e da gente também, além de poder passar pra outras pessoas essas informações!

Bom, aos poucos vou compartilhando com vocês nossas experiências, se alguém quiser perguntar alguma coisa, por favor é só perguntar ok!!! Na próxima postagem vou comentar com vocês algumas coisinhas que andaram chateando meu filho na escola atual, eu só fiquei sabendo disso, porque percebi que ele estava chegando em casa irritado, sem paciência e esse não é o normal do meu filho! Mas como eu disse, falarei para vocês na próxima postagem...

Um grande beijo a todos e fiquem com Deus!
Com carinho...Preta

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...